Notícias e Artigos Contábeis Diários

RSS Feed
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

Por que criamos um setor de Análise?

10/08/2018

SPED Contábil, Lalur, FCONT, SPED Fiscal, SPED Contribuições, GIA, GIAM, GIM, DIEF, DIME, DIF, GDF, CAGEG, RAIS, SEFIP, MANAD e DIRF. Acabou? Não! Em 2018 os escritórios contábeis tiveram de se preocupar com mais duas obrigações: eSocial e EFD-Reinf.

 

Além de tudo isso, ainda existem aquelas situações que são exigidas pelos municípios. Em Florianópolis, por exemplo, existe a GIF, a Guia de Informações Fiscais que os escritórios precisam enviar.

 

Como dar conta de tudo isso? A cada dia que passa, a necessidade de automatização de processos é maior. No ano 2000, Ana Maria Ribeiro Barbosa, mestra em Ciências Contábeis, comentou no Congresso Brasileiro de Contabilidade que o profissional da área vinha sofrendo uma forte pressão diante das mudanças e que deveria buscar na Tecnologia da Informação uma aliada na aquisição e desenvolvimento de competências. O que mudou desde o início do milênio?

 

A tecnologia encurtou distâncias, facilitou a comunicação, consolidou ainda mais o processo de globalização. Mas junto com tudo isso, as informações passaram a ser exigidas praticamente em tempo real. Os processos são mais rápidos. Os prazos são mais curtos. As chances de erros, praticamente inexistentes. Os profissionais de contabilidade precisam de um aliado poderoso para conseguir alcançar suas metas: o software contábil.

 

 

Então, não apenas os escritórios contábeis, ou profissionais da área, que precisam cumprir com todas essas obrigações. As empresas de software precisam estar atentas a todas as mudanças exigidas, adaptar o layout, realizar os testes e liberar para os clientes em tempo hábil.

 

Além disso, é necessário estudar maneiras de facilitar os processos. Por exemplo: o que o sistema poderia fazer para o contador gastar menos tempo digitando? Existe algo que pode ser parametrizado ou preenchido automaticamente? As telas são intuitivas? O cliente vai ficar cansado ao final do dia de tanto mexer com o mouse? São perguntas que ficam constantemente na cabeça da equipe que desenvolve o sistema 🤔 

 

Outra parte importante é ouvir sugestões que os clientes passam. Pode ser que alguém tenha uma sugestão bem diferente e que melhore a forma de todos trabalharem. Mas existe um cuidado nesse sentido: qualquer alteração precisa ser analisada com bastante carinho, porque uma simples mudança pode causar um impacto muito grande 🚧⚡ 

 

Pensando em todos esses fatores, a Projetus criou um setor recentemente que tem a função de filtrar os pedidos dos clientes, priorizar o que é mais importante e fazer com que melhorias realmente significativas sejam apresentadas no software. Na realidade, já existia um tipo de análise dos pedidos e implementações de casos mais importantes há muitos anos. Mas, agora, o foco é diferente: a ideia é criar uma ponte, algo que aproxime a equipe de desenvolvimento do cliente. Para você entender: não basta ter uma bela tela, ela tem que ser funcional, quem trabalha com o sistema todos os dias que vai sentir o que é melhor. A ideia do novo setor é mostrar para quem desenvolve o que é mais confortável para quem usa.

 

Gostaria de conhecer um pouco mais sobre o trabalho desse setor? Colocamos abaixo uma entrevista com Davi Soares, gerente do Setor de Análise da Projetus TI. Confira:

 

 

Projetus: Davi, conte um pouquinho sobre você. 


Davi: Atualmente moro em Macaé-RJ e atuo há um bom tempo com suporte a usuários de software e análise. Tenho formação em informática e quando entrei na Projetus, em 2016, assumi um projeto de alguns meses num sistema de emissão de notas fiscais, logo depois fui transferido para o suporte do Calima. No Calima adquiri larga experiência no sistema e passei a entender as dificuldades e necessidades dos usuários. Recentemente fiz um curso de UX (User Experience) com o objetivo de me especializar ainda mais e fui convidado para assumir o novo setor de Análise da Projetus. 
 

Projetus: O que seria esse setor de Análise? 
 

Davi: É um departamento da Projetus focado em analisar erros, sugestões, implementações, melhorias e que busca trazer muitas novidades boas para o Calima. Lógico que vamos ter que priorizar sempre o que for mais importante. 
 

Projetus: Entendi. Mas por que foi criado esse setor? 
 

Davi: Ele foi criado com o objetivo de melhorar ainda mais a eficiência do Calima, buscando automatizar cada vez mais os processos e facilitar o dia a dia do contador. Queremos que o contador gaste menos tempo com atividades manuais. E sempre pensamos em uma maneira de trazer os escritórios para dentro da Projetus, aproximá-los da equipe de desenvolvimento do Calima. Vamos encurtar as distâncias!

 

Projetus: Qual é o principal resultado que você espera obter?
 

Davi: Esperamos obter um excelente resultado. Iremos fortalecer ainda mais o Calima como um software em excelência no mercado, como um sistema mais completo, ágil e automatizado. 
 

Projetus: Você vê o Calima ERP Contábil como um dos principais sistemas contábeis do mercado atualmente?
 

Davi: Hoje o Calima já alcançou patamares elevados sendo um dos principais sistemas do mercado nacional, não só por sua qualidade, mas pela facilidade de usar em qualquer lugar na versão WEB. Agora queremos buscar uma maior excelência, colocar em prática as sugestões de nossos queridos clientes. Em breve teremos muitas novidades no Calima! 

 

Dúvidas ou sugestões? Entre em contato conosco pelo e-mail: contato@projetusti.com.br.
 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Compartilhe no Google+
Please reload

Posts em Destaque

Geração da EFD-REINF no Calima ERP Contábil

03/01/2019

1/4
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Logotipo deitado Projetus.png
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© Desenvolvido por Projetus TI