Notícias e Artigos Contábeis Diários

RSS Feed
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

SEFIP: Disponível nova versão do aplicativo

06/02/2020

O Diário Oficial da União publicou nesta quarta-feira, 5, a Instrução Normativa 1922/2020 que aprova nova versão para o SEFIP e o manual da GFIP.

 

A versão 8.4 já foi disponibilizada. A atualização faz adaptações referentes à Reforma Trabalhista, Lei 13.467/2017 e MP 808/2017.

 

A Receita Federal recomenda desinstalar a versão SEFIP anterior e executar Script SEFIP antes da instalação. Contudo, é preciso gerar backup da base de dados antes da execução.

 

SEFIP 2020
 

De acordo com a norma, a nova versão do Sefip deverá ser utilizada para o preenchimento de GFIP a partir da competência de janeiro de 2020. Ambos já estão disponíveis no site da RFB e da Caixa Econômica Federal.

 

 

O texto estabelece que o Sefip pode ser utilizado para retificação ou entrega em atraso de GFIP relativas a competências a partir de janeiro de 1999.

 

Além disso, as GFIPs relativas às competências junho de 2007 a novembro de 2008 apresentadas sem a informação relativa ao código "CNAE Preponderante" também passam a ser válidas.

 

Produtor Rural
 

A Instrução Normativa também estabelece que o produtor rural pessoa física que contratar trabalhador rural por pequeno prazo, para o exercício de atividades de natureza temporária, deve informar os seguinte dados por meio do Sefip versão 8.4:

 

- no campo CATEGORIA: "01-Empregado"
- no campo CBO: "06210";
- no campo "OCORRÊNCIA".

 

Utilizar o código "05" quando o valor da contribuição devida pelo trabalhador, calculada mediante aplicação da alíquota de 8% (oito por cento) sobre a remuneração recebida, for diferente do valor apurado pelo Sefip com base na tabela de salário-de-contribuição;

E o código "06", "07" ou "08", de acordo com o tipo de exposição, se houver exposição do trabalhador a agentes nocivos.

 

A contribuição previdenciária devida pelo trabalhador deverá ser calculada pelo empregador, mediante aplicação da alíquota de 8% (oito por cento) sobre a remuneração por ele recebida, e deverá ser informada no campo "Valor Descontado do Segurado”.

 

Fonte: Contábeis

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Compartilhe no Google+
Please reload

Posts em Destaque

Geração da EFD-REINF no Calima ERP Contábil

03/01/2019

1/4
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Logotipo deitado Projetus.png
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© Desenvolvido por Projetus TI