Notícias e Artigos Contábeis Diários

RSS Feed
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

Uma referência para a classe contábil

25/06/2019

Na sociedade, existe o pensamento preconceituoso de que quando um profissional chega a certa idade não exercerá mais as suas funções com eficiência. Porém, trabalhadoras, como a contadora Maria Constança Carneiro Galvão, mostram que o amor e a dedicação à profissão contábil não têm idade. Com décadas de experiência na área, Maria Constança irá inspirar e emocionar o público do XII Encontro Nacional da Mulher Contabilista (ENMC).

 

Aos 70 anos, Maria Constança é o exemplo de profissional para todos da área da Contabilidade. Sobre como se consegue se manter no mercado de trabalho contábil, a contadora respondeu: ‘’Confesso que não vejo mais idade ou menos idade. Como idosa empoderada que sou, penso em ter conhecimento e trabalhar ininterruptamente, buscando sempre estar engajada no pensamento ativo e concentrada nas mudanças que ocorrem a cada instante na legislação pertinente à nossa profissão, aliando o estudo constante. Não há o que se temer, afinal, a vida é um eterno aprendizado’’.

 

Com vasto currículo, a contadora já foi assistente da Diretoria Financeira da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia, membro do Comitê Gestor Nacional do Programa de Voluntariado da Classe Contábil, presidiu o Conselho Regional de Contabilidade do Estado da Bahia e o Instituto de Auditores Independentes do Brasil 9ª Região – Bahia, sendo a primeira mulher a ocupar a presidência desses dois órgãos de classe.  Atualmente, é vogal na Junta Comercial do Estado da Bahia, além de conselheira e coordenadora-adjunta da Câmara de Registro do Conselho Federal de Contabilidade. É diretora Operacional na Academia Baiana de Ciências Contábeis.

 

Maria Constança também dá dicas para novas profissionais que buscam se firmar no mercado, em tempos de alta competitividade. ‘’Procurar manter-se ativa no mercado de trabalho, sempre centrada na ética, na competência e, sobretudo, nos valores morais e profissionais, com um foco definido de onde estamos e onde queremos chegar. Afinal, a era virtual/digital está aí; as distâncias se encurtaram e a velocidade da informação não permite mais espaço para morosidade. Precisamos, sim, olhar para este novo mercado, buscando novas oportunidades e, com certeza, seremos mais valorizadas. Sinto-me bastante útil no meu campo de atuação porque procuro dar o melhor de mim e ser sempre um exemplo e uma referência’’, disse a contadora.

 

 

Pioneira do ENMC

 

Em 1991, foi realizado o primeiro Encontro Nacional da Mulher Contabilista, na cidade do Rio de Janeiro. Maria Constança foi uma das pioneiras do projeto, juntamente com mais quatro colegas (Vitória Maria da Silva – RJ, Marta Arakaki – RJ, Terezinha Aparecida – SP e Helena Huppy – RS). Em todos os Encontros Nacionais, as cinco amigas participam e encontram mulheres contabilistas motivadas a se capacitarem e a desenvolverem suas habilidades profissionais.

 

28 anos depois, Maria Constança celebra a importância que os eventos do ENMC têm na vida de muitas profissionais da área, que cada vez mais buscam se desenvolver. ‘’O constante sucesso crescente deste evento, que já está na 12ª edição, por si só já demonstra o desenvolvimento e a capacidade da mulher no mercado de trabalho contábil. Deixamos de ser aquela profissional que ficava nos bastidores para nos tornarmos, em diversas situações, reais protagonistas na profissão. Reconhecemos que não foi e não tem sido fácil alcançarmos este resultado, mas, com muita luta e perseverança, temos ocupado espaços que há alguns anos parecia impossível a todas nós’’.

 

A contadora acredita que, em uma sociedade desigual, eventos como o ENMC, além de contribuírem profissionalmente, também podem ajudar na conscientização das pessoas. ‘’Somos mulheres e profissionais da contabilidade, o que já se constituiu em uma marca registrada. Com esta conscientização de reivindicarmos socialmente igualdade de direito entre os gêneros, tudo isto aliado ao empreendedorismo, o lado político profissional e o conhecimento técnico, jamais nos distanciando da ética e dos princípios e valores morais, não temos dúvida de que alçaremos voos ainda mais altos. Afinal, estamos firmes, ativas e perseguindo sempre um ideal, que é a valorização profissional’’.

 

Nem todas as pessoas são capazes de dedicarem décadas à uma profissão. Pioneira, empoderada e admirada, Maria Constança Carneiro Galvão é uma referência para a classe contábil e inspirará muitas pessoas no XII Encontro Nacional da Mulher Contabilista.

 

O painel que conta com a participação de Maria Constança vai tratar do tema ‘’Cultura Inclusiva’’, e está previsto para acontecer no segundo dia do evento (12/9), às 14h.

 

XII Encontro Nacional da Mulher Contabilista

 

O evento, que vai acontecer nos dias 11 a 13 de setembro, em Porto de Galinhas (PE), conta com uma variada programação técnica, atrações artísticas e talk show. A 12ª edição, que traz o lema ‘’Empreendedorismo, Inovação e Sensibilidade: conduzindo revoluções’’, está sendo preparada para receber um público estimado em 1.200 pessoas, entre personalidades renomadas da área contábil, empresários, profissionais, estudantes, professores e autoridades governamentais, para tratarem sobre temas complexos e atuais do mundo contábil.

 

Fonte: Conselho Federal de Contabilidade

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Linkedin
Compartilhe no Google+
Please reload

Posts em Destaque

Geração da EFD-REINF no Calima ERP Contábil

03/01/2019

1/4
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Logotipo deitado Projetus.png
  • face
  • twitter
  • linkedin
  • Preto Ícone Google+
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© Desenvolvido por Projetus TI